A dívida técnica não é assustadora se você investir em sua correção

Para a maioria das empresas ter dívida técnica é algo muito assustador. A maioria de nós, e com toda razão, deseja evitar ter riscos maiores do que podemos controlar em nosso negócio.

Afinal, é difícil resolver problemas relacionados a TI simplesmente gastando mais dinheiro com a própria tecnologia, não há uma medida objetiva que faça algum sentido.

A dívida técnica não precisa ser assustadora, desde que você tome as medidas necessárias para corrigi-la, de forma eficiente e sem comprometer o orçamento e investimentos futuros.

A experiência já nos mostra que “não precisamos reinventar a roda”, para resolver o desafio das dívidas técnicas, é preciso ser assertivo em sua estratégia de correção e ao mesmo tempo, otimizar os custos em tecnologia.

O que significa dívida técnica, realmente?

A dívida técnica é um conceito criada em programação, mas que se estende para as demais áreas de tecnologia, a exemplo da infraestrutura, e que reflete o trabalho extra de desenvolvimento que surge quando o código é fácil de implementar no curto prazo, em vez de aplicar a solução definitiva que demanda de um tempo maior de trabalho. Essa é uma boa definição, mas é um pouco limitada.

Ward Cunningham , inventor do Wiki e da expressão, descreve a dívida técnica de maneira diferente. Ele diz que, se você não alinhar o design do seu software com o que entende ser a maneira correta de desenvolver a solução, você vai se deparar com esse mau alinhamento e isso afetará negativamente o design e o aplicativo.

Ampliando o conceito, indo além da área de desenvolvimento de software e incluindo a infraestrutura de tecnologia, a dívida técnica é um reflexo do que você confia em termos de estrutura computacional ao definir uma arquitetura tecnológica, com efeitos positivos e negativos.

A dívida técnica reflete o custo das escolhas que você faz, escolhas que geralmente são feitas sem sem uma análise tão profunda quanto aos seus riscos no futuro.

O impacto da dívida técnica vai de problemas no ambiente de produção até a modernização da TI

A dívida técnica se reflete em todas as opções de implementação que você faz em seu ambiente de negócio: do sistema operacional, à linguagem de programação utilizada nas soluções de produtividade, às opções de armazenamento de dados, rede, servidores, etc.

Em uma definição de arquitetura, parte dos especialistas se sentem confortáveis usando por exemplo, bancos de dados relacionais, determinados tipos de servidores para suporte aos aplicativos, ativos de segurança, soluções de produtividade.

Há também um grande impulso em direção a contêineres e a transferência de aplicativos inteiros para máquinas virtuais na nuvem como um projeto de arquitetura principal, em vez de lidar com o problema da carga excessiva de dados, por exemplo.

Nossa arquitetura tecnológica conta com o funcionamento adequado dos produtos e serviços de TI escolhidos. Porém, cada um deles representa um ponto crucial de falha para cada escolha que fizermos.

O nível de dívida que devemos com esses produtos e serviços é refletido por dois pontos principais:

  • A confiança em um produto / serviço que cumpre parte de nossos requisitos de arquitetura.
  • Os laços diretos com o produto.

Imagine que temos um aplicativo que usa o banco de dados MySQL. Basicamente existem dois eixos de dependência aqui, a primeira é que usamos uma determinada arquitetura de banco de dados e a outra é que usamos o próprio MySQL.

É possível que possamos substituir o MySQL pelo PostgreSQL, caso o MySQL falhe como um todo em nossas operações de negócio, essa é a nossa principal dependência do papel arquitetural do MySQL.

Também é possível que grande parte do SQL utilizado na solução tenha sido escrito especificamente para o MySQL e, portanto, migrar para fora deste banco de dados exigirá um bom esforço financeiro e técnico.

Aqui, o MySQL representa uma dívida que reflete o quão estreitamente nos vinculamos a ela. Mas esse tipo de exemplo pode se aplicar a diferentes cenários, da correção de problemas em ambiente de produção à modernização de TI na organização.

Tudo isso, envolvendo arquiteturas de servidores, nuvem, infraestrutura de segurança da informação, armazenamento de dados, alta disponibilidade e recuperação de desastres, entre outros.

O que você faz com a dívida técnica? Resolve!

Para se ter uma ideia da importância de buscar soluções para dívidas técnicas que impactam ao negócio, no white paper “Reduzindo a dívida técnica e otimizando os custos de TI com iniciativas de modernização de TI” do IDC de nov. de 2017 encomendado pela Dell EMC, para o qual foram entrevistados 16 organizações na América do Norte, EMEA e Ásia-Pacífico, abrangendo um grupo representativo de segmentos verticais do setor sobre as etapas de modernização de TI.

A maturidade da Infraestrutura de TI, através das resoluções de dívidas técnicas, para suportar a transformação digital dos negócios impactam em:

  • 35% de aumento na produtividade da equipe de TI
  • 23% de redução dos custos da infraestrutura de TI
  • 73% de redução do tempo de inatividade não planejado

O investimento em tempo e esforço na solução da dívida técnica vale a pena e quanto custará esse investimento ao longo da vida do seu projeto? Ela realmente fornece valor a longo prazo para o seu ambiente operacional?

Todas essas e muitas outras perguntas relacionadas valem a pena serem respondidas. Não tenha medo de rejeitar uma solução de dívida técnica de longo prazo em que possa incorrer em impactos diretos em seus resultados de negócio e crescimento futuro.

É evidente que a solução da dívida técnica não é algo trivial, causa impacto em produção e nos investimentos de médio e longo prazo. Porém, ao mantê-la em sua arquitetura de TI sua empresa fica exposta a riscos que podem custar a inviabilidade do seu negócio.

Por isso, o conselho mais importante aqui é impedir que a dívida técnica aumente, certificando-se de controlá-la e aproveitar todas as oportunidades para amortizar-la ou resolvê-la integralmente.

Portanto, a dívida técnica e sua solução não devem ser assustadoras, elas precisam ser assertivas, eficientes e precisam necessariamente garantir o sucesso do seu negócio e o crescimento futuro nos próximos anos.

Sobre a NETCENTER

Seja para atender melhor seus clientes, aumentar a produtividade ou transformar o seu modelo de negócio, hoje a Tecnologia da informação é um fator relevante para o sucesso de qualquer Organização.

A NETCENTER é uma empresa especializada em Soluções Gerenciadas TI para Transformação de Infraestrutura e Proteção de ativos digitais. Apoiada na sua parceria com os principais players de tecnologia do mercado, somado aos seus 25 anos de experiência na entrega de soluções e serviços, capacitamos as empresas a:

  • Executar suas aplicações de Negócio.
  • Melhorar sua eficiência Operacional.
  • Proteger seus Ativos Digitais.

DEFINA, IMPLEMENTE, GERENCIE e PROTEJA. Conte com a NETCENTER.


Quer saber mais? Entre em contato conosco.

Comments are closed.