Auditoria de segurança de redes: 3 dicas de como fazer

Gerentes e analistas de TI frequentemente estão preocupados com a segurança dos dados disponíveis nas redes de suas empresas. É um grande desafio acompanhar o desenvolvimento das técnicas usadas por hackers para invadir redes e roubar dados sigilosos.

Diante disso, recursos de proteção como filtragem por gateway, inspeções de sessões criptografadas SSL, controle de acesso e detecção de spyware se tornam essenciais. A auditoria de segurança de redes traz mais tranquilidade para o Gestor de TI.

Seu método aponta falhas de segurança nas redes de acordo com as normas nacionais e internacionais de Tecnologia e Segurança da Informação, bem como apresentar um relatório de evidências e não conformidades, apontando planos de ação com medidas que melhorem a segurança dos fluxos de dados e garantam a integridade das informações na rede.

Confira 3 dicas imperdíveis para a realização de uma auditoria de redes eficiente:

 

1. Defina os objetivos da auditoria de segurança de redes

Uma pequena parte da rede não auditada pode significar um grave problema de segurança ignorado. Por isso, é importante identificar e detalhar tudo o que deve verificado, como por exemplo:

  • Validação dos softwares e sistemas operacionais;
  • Verificação do desempenho da rede e equipamentos de hardware;
  • Configuração dos backups de dados;
  • Realização de simulação de invasão para certificar a segurança da rede e testes sobre o desempenho do firewall e componentes antivírus;&nbspTodos esses objetivos poderão ser estabelecidos em reuniões com os auditores, considerando sempre as peculiaridades da rede corporativa a ser auditada. Afinal, é justamente a auditoria que promove a melhoria contínua das políticas de segurança.

2. Realize auditorias anualmente

Em primeiro lugar, é importante determinar políticas e diretrizes de segurança para qualquer rede corporativa. Após isso, a realização de auditorias anuais deverá garantir que as políticas e diretrizes serão seguidas pelos funcionários que operam a rede. Como fragilidades em softwares e processos são constantemente detectadas, as auditorias anuais também podem servir como base para a revisão das próprias políticas e diretrizes de segurança da rede. Garante-se, assim, o constante aperfeiçoamento, já que no mundo da informática, nenhum procedimento pode “congelar no tempo”.


3. Contrate auditores com experiência comprovada

Normas de padrões de segurança da informação, como a ISO/IEC 27001 e a ISO/IEC 27002 devem ser observadas a fim de garantir maior eficiência durante a auditoria. Contratar empresas de consultorias qualificadas e com experiência no mercado pode ser crucial para que sua empresa atinja um nível de segurança da rede satisfatório.
Consultorias com profissionais que atendam as melhores normas de segurança da atualidade podem até parecer caras em um primeiro momento, mas o verdadeiro prejuízo seria ter a rede invadida por hackers roubando as informações dos clientes e destruindo a credibilidade do seu negócio. Quanto mais valiosa uma empresa, mais importante é assegurar que suas informações e processos estejam protegidos de ataques maliciosos, sempre buscando prevenir para não ter que remediar.

 

Gostou das nossas dicas? Então, deixe seu comentário e conte-nos o quão importante é a auditoria de segurança de redes para sua empresa.

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.